Clube Dores

Rainha, mas uma menina simples

Publicada em 18 de julho de 2016.

É assim que a dorense Laura Mainardi Vendrusculo se define – “uma menina normal”. Com 15 anos, cursa o primeiro ano do Ensino Médio e sonha em fazer faculdade de Direito, para poder prestar concurso público e ser delegada federal. Entretanto, numa noite que prometia ser como todas as outras, a jovem recebeu um telefonema que prometia mudar a dinâmica de sua vida ao longo do ano seguinte. A ligação era do vice-presidente social do Clube Recreativo Dores, Cleber Ruviaro. O motivo era o convite para que Laura fosse a nova rainha de festas adulta dorense.
A proposta pegou toda a família de surpresa, pois, apesar de frequentadores assíduos dos eventos sociais do Clube, ninguém havia sequer cogitado a possibilidade. Laura conta que, inicialmente, ficou receosa, pois a responsabilidade de representar o Dores por um ano era muito grande. Contudo, pensou “quantas meninas queriam estar no meu lugar" e, conversando com os pais, Jeferson e Sílvia, resolveu desfrutar da oportunidade.


Um novo ciclo
Laura Mainardi Vendrusculo começou o dia 30 de abril cedo. Ao longo da manhã e da tarde, encarou uma maratona de arrumar cabelo, unhas e maquiagem. Com o momento da posse chegando, a tensão, que a jovem acreditava estar sob controle, começou a balançar seus ânimos. A montanha-russa de emoções ainda contava com momentos de tranquilidade e segurança, com a hora de colocar o vestido – “Não pensei que ia ficar tão bonito assim” –, e medo e insegurança – “Meu deus, imagina se eu chegar na hora e errar, vai ser uma vergonha".
A festa era a Acalentos de outono 2016. Nela, além de um belíssimo jantar dançante, a comunidade dorense esperava para conhecer a nova rainha de festas adulta, até então incógnita. Nos bastidores, a grande preocupação de Laura era de não se atrapalhar com o vestido “[...] se eu não ia tropeçar na cauda e, realmente, eu fiquei muito nervosa e acabei tropeçando”. Apesar do tropeço, que muito provavelmente apenas a rainha tenha percebido, a solenidade de posse correu de forma magistral.
Em seu breve discurso, a nova rainha conta que buscou deixar claro sua simplicidade. “[...] Mostrar que eu sou uma menina simples, que eu vou representar o Clube, que eu posso ajudar as pessoas sempre quando elas precisarem, que elas podem sempre conversar comigo, contar comigo”, enumera. Com a tranquilidade de quem analisa o passado, ela acredita que conseguiu se fazer entender.
Além de ser um rito para toda a sociedade dorense, a noite do baile foi ainda mais especial para a rainha. Laura foi uma das debutantes 2015 do Clube Dores e, para ela, o Acalentos de outono foi quase como uma continuação da outra festa. “Foi, realmente, um segundo debut, porque tava cheio, tava lotado, as pessoas tavam ‘ai, meu deus, vamos ver a nova rainha’. Aquela empolgação, sabe? Só que, claro, era só eu”, recorda sorridente.


O trabalho já começou
A Dorense em Revista conversou com Laura na metade do mês de junho. Pouco mais de duas semanas após sua posse, a rainha já estava satisfeita e a todo vapor em sua nova função. A reunião sobre os rumos do debute deste ano, logo no início do mês passado, contou com sua participação ativa. Laura conta que, sempre que consultada, dava suas opiniões e ideias. “Até a viagem, eu falei para o ‘Seu’ Cléber (Ruviaro), que era bom mudar a viagem para outro lugar, sabe?”, conta. Quanto à parte musical, a nova rainha orgulha-se de ter participado da decisão de colocar um DJ na festa. “Eu acho bem bacana eu dar um pouco da minha opinião, como jovem. Eu posso falar um pouquinho do que as jovens queriam. Posso ajudar as novas debutantes porque tenho mais afinidade”, explica Laura.
Até mesmo no contato com as próprias debutantes, Laura Mainardi Vendrusculo faz questão de se colocar à disposição. Por ter sido uma das meninas do ano passado, garante que pode ajudar com propriedade, nos momentos em que elas estiverem confusas.

Muitas rainhas em uma
Laura Mainardi Vendrusculo se propõe a dar ouvidos a qualquer dorense que precise de sua atenção, mas deixa um alerta: ela é uma "super sincera". "Eu não tenho medo de falar o que eu penso para as pessoas. Se alguém me perguntar alguma coisa, nem que eu possa ofender a pessoa, mas eu vou estar falar a verdade. Nunca mentir para ela", bravateia.
Se Laura tem um lado Merida¹, tem outro Cinderela. Seu apreço pelos animais é tanto, que, apenas ao fazer menção sobre a causa dos animais abandonados, a indignação da rainha flui. Entretanto, assim como seu semblante anuvia em pensar nos mascotes maltratados, volta a se iluminar quando lembra: "As pessoas precisam saber que eu adoro cavalos!".
Moradora urbana desde o nascimento, Laura desconhecia qualquer aspecto da vida campeira. Contudo, para acompanhar o namorado, tomou coragem e aceitou a novidade de peito aberto. "Eu nunca tinha me imaginado levantado as cinco horas da manhã para me ajeitar para ir a um rodeio, ainda mais no inverno", graceja. O gosto pelo ambiente foi tanto, que a rainha de festas do Clube Dores aprendeu até mesmo a laçar. Além disso, ela já decidiu ir adiante: "Eu pretendo ir em campeonato de rodeio!".
Com coragem e energia, Laura Mainardi Vendrusculo vai topando as provações que se apresentam em seu caminho. Seja de jeans e jaqueta, estudando, de vestido, como rainha de festas, ou de chapéu, camisa e bombacha, laçando, a dorense dá tudo de si em cada desafio que enfrenta. Tudo isso, sem perder a jovialidade e o bom humor.

Merida¹: a princesa é a protagonista do filme "Valente" da Disney Pixar. Diferentemente do estereótipo de princesa dos contos de fada, ela é geniosa e destemida.

Autor:   Guilherme Benaduce

Clube Dores
© 2014 CLUBE DORES   |   Todos os direitos reservados
Site produzido pela Netface