Clube Dores

Um arraial contemporâneo

Publicada em 28 de julho de 2016.

Anterior
Próxima

Realizar atividades relacionadas às chamadas datas especiais é um dos motes da Doritos. Tradicionalmente, ao longo do mês de junho, o tema dos trabalhos é a festa de São João. Entretanto a festinha sempre era interna, apenas para os alunos. Este ano, a fórmula mudou.

Segundo a coordenadora pedagógica da escolinha, Michelle Turra, os pais sempre quiseram ver a festinha, mas o espaço físico da Doritos não comporta toda a comunidade escolar. Outro empecilho era a realização da festa durante o período escolar, durante a tarde, no meio da semana.

Para dar oportunidade aos pais de compartilharem o momento com seus pequenos, a direção da escola optou por realizar o evento deste ano no salão La Sagra. Com o espaço extra, a Doritos pode realizar sua primeira Festa Junina em família no sábado, dia 2 de julho (depois do fechamento desta edição).

O velho e o novo?
O momento mais esperado pelos familiares dos alunos, nos eventos da Doritos, é sempre o das apresentações. Para a festa do dia 2, foram ensaiadas coreografias com os alunos de todas as turmas. De um a seis anos, nenhum aluno ficou de fora.

Conforme a professora de expressão corpora, Marissani Farias, responsável pelas apresentações, a proposta é misturar aquilo que já é trabalhado com as músicas tradicionais de São João, de forma que fique divertido para os alunos. “A gente mesclou músicas infantis com a quadrilha. Então, vai ser uma quadrilha moderna, que eles vão dançar um pouco de tudo [...] eles vão misturar o São João com o mundo deles”, explica.

Marissani destaca que o processo de ensaio não é estanque, mas dinâmico. “Eles mesmos vão dando ideias. Eles estão dançando e fazem alguma coisa (diferente do ensaiado) e a gente ‘Opa! Vamos buscar isso aí’. Buscar essa linguagem corporal que eles mesmos expressam”, conta a professora. A professora de expressão corporal destaca que são muitos os exemplos de momentos em que são os próprios alunos criam a coreografia.
A professora destaca dois momentos, em especial, que ilustram a espontaneidade dos doritinhos. A dança, conta Marissani, não teria nenhum momento em duplas, o plano era em alternar entre o grupo e individual. Mas um dos pequenos, espontaneamente, saiu dançando de braço com outro. A partir daí, o elemento foi colocado em uma parte da coreografia. Outro exemplo foi quando eles, em roda, se uniram e, erguendo as mãos, gritaram “Wooo!”, abrindo o círculo depois. “Muitas vezes são eles que propõem a coreografia”, conclui.

Um momento de avaliar o que foi feito
A coordenadora pedagógica da Doritos explica que o momento cultural era algo que estava faltando neste período do ano. “Em maio, agora, acabamos o trimestre, mas a avaliação é bem pontual, com um parecer descritivo e conversas com os pais. Bem pedagógico”, relata Michelle. Para ela, faltava que os pais pudessem ver não só o resultado no papel, mas a produção artística dos pequenos.

A inserção das apresentações na festinha é uma chance de mostrar o desenvolvimento em etapas, pois os pais veem o andamento dos alunos no início do ano e, depois, no final. Agora, com a inserção da festa de São João no calendário, será possível ver a evolução parcial das crianças.

Matrículas segundo semestre
O período de matrículas para o segundo semestre de 2016 da Escolinha Doritos está aberto. Está em dúvida? Marque um horário e faça um tour pela escola de educação infantil mais completa de Santa Maria!

Para marcar sua visita, basta ligar para o telefone da escolinha, (55)2103.2825, entre as 14h e as 19h.

Clube Dores
© 2014 CLUBE DORES   |   Todos os direitos reservados
Site produzido pela Netface