Clube Dores

Por que praticar voleibol?

Publicada em 10 de agosto de 2017.

O voleibol foi criado nos Estados Unidos, no dia 9 de fevereiro de 1895, pelo diretor de educação física da ACM (Associação Cristã de Moços de Massachusetts), William George Morgan. Ao inventar vôlei e seu conjunto de regras, o professor tinha como objetivo principal a criação de um esporte sem contato físico entre os jogadores. Desta forma, ele pretendia oferecer às pessoas (principalmente aos mais velhos) um esporte em que as lesões físicas, provocadas por choques entre pessoas, seriam raras.

Desde sua criação, o esporte mudou de nome (originalmente era chamado de mintonette) e se tornou progressivamente mais complexo. Para entender mais sobre como o vôlei é encarado hoje e como é trabalhado no Clube Dores, perguntamos para a professora e treinadora da escolinha dorense, Caroline Garske Veiga.

Dorense em Revista: Quais os maiores benefícios em praticar o Voleibol?
Professora Caroline: O voleibol proporciona um desenvolvimento completo de quem o pratica, melhorando as capacidades físicas funcionais, cardiorrespiratórias e de fortalecimento, o que é extremamente benéfico à saúde. O esporte ajuda nas atividades cotidianas, melhorando coordenação motora, flexibilidade, força e resistência aeróbica e anaeróbica.

Além disso, o vôlei tem uma característica de esporte coletivo. É uma atividade que estimula algum tipo de interação e sociabilidade. A diferença do esporte em relação a outras práticas é o pouco contato físico, pois existe uma rede dividindo os dois times.
Para as pessoas que não gostam de esportes de contato, como basquete, futebol e handebol, o vôlei é um ótimo exercício, pois tem uma interação mais controlada, e as chances de lesões durante a sua prática podem ser menores.


O vôlei é uma atividade que pode ser lúdica para as crianças e também ser adaptada para a terceira idade. É uma opção de exercício físico atraente e que promove a sociabilidade.
Dentre todos os benefícios para o corpo que o vôlei proporciona, o maior benefício é a socialização. Segundo o próprio dicionário, significa: efeito de desenvolver, nos indivíduos de uma comunidade, o sentimento coletivo, o espírito de solidariedade social e de cooperação.


A prática é importante como um meio de trabalhar em grupo, conhecer e respeitar diferentes ideias, ser solidário, criar amizades, respeitar e cuidar do próximo, se esforçar em conjunto, ter paciência e empatia pelo colega, conhecer novas pessoas, criar laços e vínculo para a vida toda.

V festival dorense de mini vôlei
No dia 24 de junho, o Clube Recreativo Dores promoveu a quinta edição de seu Festival de Mini Vôlei. O torneio tem como característica jogos em quadras reduzidas, que propiciam situações de jogo em uma escala que favorece o aprendizado.
Cerca de 50 crianças passaram a tarde de sábado jogando na Quadra Poliesportiva da Sede Central. As partidas foram disputadas em duas modalidades: três contra três e quatro contra quatro.

Representando o Clube Dores, participaram as turmas mirim, infantil e escolinha. Além da prata da casa, crianças da Escola Medianeira e da Associação Vôlei Futuro (AVF) integraram o evento. Como sempre, a alegria de praticar voleibol e a integração marcaram o dia.

Seleção gaúcha: Atletas formadas na escolinha de voleibol dorense participam de seletiva

No dia 10 de julho foi divulgada a convocação para a Seleção Gaúcha de Voleibol Infantil Feminina. Para o orgulho dos dorenses, duas atletas do Clube foram convocadas mais uma vez: Maria Eugênia Rodrigues Tólio e Mariana Marianof.

O primeiro treinamento da seletiva foi realizado no dia 16, na cidade de Estrela. As associadas disputaram vaga na seleção com outras 50 meninas. Mais uma vez sendo motivo de alegria para o Clube, as duas foram selecionadas para a fase seguinte, que foi realizada nos dias 27 e 28 (após o fechamento desta edição da revista), novamente em Estrela.

A professora Caroline Garske garante que a convocação não é nenhuma surpresa, pois ela conhece o potencial de suas atletas e acredita que elas estão entre as melhores do estado em sua categoria. "Mariana e Maria são exemplo de dedicação e amor pelo esporte. Estou muito orgulhosa de vocês gurias! Vocês merecem muito estar onde estão [...] Admiro muito vocês e todas as meninas que estão junto com vocês toda terça e quinta no Clube Dores", publicou em sua página na rede social Facebook.

A atleta Maria Eugênia, de 14 anos, garante que o vôlei não é mais "apenas um esporte" para ela. "Ganhei as melhores pessoas, que eu tenho certeza que não encontraria em outro lugar, ganhei momentos incríveis dentro e fora de quadra, mas também ganhei oportunidades", explica.

Maria Eugênia ressalta que a chance de participar da seletiva foi uma conquista de todos que já lhe deram um "empurrãozinho" para continuar. "Se eu pude hoje treinar com as consideradas melhores do RS, é porque eu tive muito apoio das pessoas certas", garante.

Clube Dores
© 2014 CLUBE DORES   |   Todos os direitos reservados
Site produzido pela Netface